A partir da versão de abril de 2017 do Power BI Desktop, você poderá usar as Medidas rápidas para facilmente executar cálculos comuns e avançados. Uma Medida rápida executa um conjunto de comandos DAX nos bastidores (não é necessário compilar o DAX; isso já foi feito para você) com base nos dados fornecidos em uma caixa de diálogo e, em seguida, apresenta os resultados para você usar em seu relatório. O melhor de tudo é poder visualizar o DAX executado pela Medida rápida e estimular ou expandir seu próprio conhecimento do DAX.

Para criar Medidas rápidas, clique com o botão direito do mouse em um campo no espaço Campos e, em seguida, selecione Medidas rápidas no menu exibido. Outra opção é clicar com o botão direito do mouse em qualquer valor no painel Valores de um elemento visual existente (como o campo Valores em um elemento visual do Gráfico de barras). Há muitas categorias de cálculos disponíveis, bem como maneiras de modificar cada cálculo para atender às suas necessidades.

Habilitar a visualização de Medidas rápidas

Você poderá experimentar o novo recurso Medidas rápidas a partir da versão de abril de 2017 do Power BI Desktop. Para habilitar esse recurso de visualização, selecione Arquivo > Opções e Configurações > Opções > Recursos de Visualização e, em seguida, marque a caixa de seleção ao lado de Medidas rápidas. Você precisará reiniciar o Power BI Desktop depois de fazer a seleção.

Você precisará reiniciar o Power BI Desktop depois de fazer a seleção.

Uso das Medidas rápidas

Para criar uma Medida rápida, clique com o botão direito do mouse em um campo (qualquer campo) no espaço Campos no Power BI Desktop e selecione Medida rápida no menu exibido.

A modelagem deve estar disponível no conjunto de dados carregado atualmente para que as Medidas rápidas fiquem disponíveis. Dessa forma, as conexões dinâmicas (como a conexão ao conjunto de dados do serviço do Power BI) não exibirão o item de menu Medidas rápidas se o usuário clicar com o botão direito do mouse na lista Campos, com a exceção de conexões dinâmicas SSAS.

Ao usar conexões dinâmicas do SSAS (SQL Server Analysis Services), algumas Medidas rápidas estão disponíveis. O Power BI Desktop exibe apenas a coleção de Medidas rápidas para as quais a versão do SSAS com a qual a conexão é feita dá suporte. Portanto, se você está conectado a uma fonte de dados dinâmicos do SSAS e você não vê certas Medidas rápidas na lista, é porque a versão do SSAS à qual você está conectado não dá suporte à medida DAX usada para implementar essa Medida rápida.

Se a seleção for feita no menu de atalho, a seguinte janela de Medidas rápidas será exibida, permitindo selecionar o cálculo desejado e os campos relacionados nos quais você pretende executar o cálculo.

Na seleção do menu suspenso, é apresentada uma longa lista de Medidas rápidas disponíveis.

Há cinco diferentes grupos de tipos de cálculo de Medidas rápidas, cada qual com uma coleção de cálculos. Esses grupos e cálculos são os seguintes:

  • Agregação em uma categoria
    • Média em uma categoria
    • Variação em uma categoria
    • Máximo em uma categoria
    • Mínimo em uma categoria
    • Média ponderada por categoria
  • Filtros e linhas de base
    • Medida filtrada
    • Diferença da linha de base
    • Diferença percentual da linha de base
    • Totais de novas categorias
  • Inteligência de dados temporais
    • Total acumulado no ano
    • Total acumulado no trimestre
    • Total acumulado no mês
    • Alteração em relação ao ano anterior
    • Alteração em relação ao trimestre anterior
    • Alteração em relação ao mês anterior
    • Média móvel
  • Totais
    • Total acumulado
    • Total da categoria (filtros aplicados)
    • Total da categoria (filtros não aplicados)
  • Operações matemáticas
    • Addition
    • Subtração
    • Multiplicação
    • Divisão
    • Diferença percentual
  • Texto
    • Classificação por estrelas
    • Lista de valores concatenados

Nós nos antecipamos incrementando esses cálculos e gostaríamos de saber por quais Medidas rápidas você se interessa, bem como receber ideias (incluindo fórmulas DAX subjacentes) sobre Medidas rápidas, caso queira nos enviar alguma para apreciação. Veja mais informações sobre o assunto no fim deste artigo.

Exemplo de Medidas rápidas

Vamos examinar um exemplo dessas Medidas rápidas em ação.

O elemento visual da Matriz a seguir mostra uma tabela de vendas de diversos produtos eletrônicos. Trata-se de uma tabela básica que inclui o total de cada categoria.

Quando clicamos com o botão direito do mouse no espaço do campo Valores e selecionamos Medidas rápidas, é possível selecionar Média na categoria como o Cálculo, selecionar Soma de SalesAmount como o Valor base e, por fim, especificar SalesAmount arrastando esse campo da caixa Campos no painel direito até a seção Categoria à esquerda.

Ao selecionarmos OK, é possível observar algumas coisas interessantes acontecendo, conforme mostrado na imagem que acompanha esta lista:

  1. O elemento visual da Matriz inclui agora uma nova coluna que mostra o nosso cálculo (nesse caso, SalesAmount médio em SalesAmount).
  2. Foi criada uma nova medida que está disponível no espaço Campos e exibida com destaque (o Power BI insere uma caixa amarela ao redor dela). Essa medida está disponível em qualquer outro elemento visual do relatório, e não apenas no elemento visual para o qual foi originalmente criada.
  3. A fórmula DAX criada para a Medida rápida é exibida na barra de Fórmulas.

Para iniciar com o primeiro item, observe que a Medida rápida foi aplicada ao visual. Há uma nova coluna e um valor associado e ambos se baseiam na Medida rápida criada.

Segundo, a Medida rápida é exibida no espaço Campos do modelo de dados e pode ser usada como qualquer outro campo do modelo e em qualquer outro elemento visual. Na imagem a seguir, um elemento visual rápido de gráfico de barras foi criado usando o novo campo gerado pela Medida rápida.

Passemos à próxima seção para discutir o terceiro item: fórmulas DAX.

Conhecer o DAX usando Medidas rápidas

Outra grande vantagem do recurso Medida rápida está no fato de ele apresentar diretamente a fórmula DAX criada para implementar a medida. Na imagem a seguir, selecionamos a medida criada pela Medida rápida (a medida se encontra agora no espaço Campos, então basta clicar nela). Após executarmos esse procedimento, a barra de Fórmulas é exibida, mostrando a fórmula DAX criada pelo Power BI para implementar a medida.

Isso por si só é ótimo, pois mostra a fórmula por trás da medida. Mas o mais importante, talvez, seja o fato de o recurso permitir o uso das Medidas rápidas para verificar como as fórmulas DAX subjacentes devem ser criadas.

Imagine que você tenha de efetuar um cálculo comparativo do ano, mas está em dúvida sobre como estruturar a fórmula DAX (ou não tem ideia de por onde começar). Em vez de quebrar a cabeça, você pode criar uma Medida rápida usando o cálculo de Alteração em relação ao ano anterior e ver o que acontece. Da mesma forma, crie a Medida rápida e veja como ela será exibida no seu elemento visual, confira como a fórmula DAX funcionou e faça alterações diretamente no DAX ou crie outra medida até que os cálculos atendam às suas necessidades ou expectativas.

É como ter um professor rápido que responde imediatamente às suas perguntas hipotéticas com apenas alguns cliques. Você sempre poderá excluir essas medidas do seu modelo se não ficar satisfeito com elas. Isso muito fácil: basta clicar com o botão direito do mouse na medida e selecionar Excluir.

Assim que a medida estiver finalmente aperfeiçoada, você poderá renomeá-la como desejar usando o mesmo menu de atalho.

Limitações e considerações

Nesta versão de teste das Medidas rápidas, há algumas limitações e considerações a serem lembradas.

  • As Medidas rápidas estarão disponíveis apenas se você puder modificar o modelo, que não é o caso quando se está trabalhando com conexões DirectQuery ou a maioria das conexões Dinâmicas (conexões SSAS dinâmicas têm suporte, conforme explicado anteriormente).
  • A medida adicionada ao espaço Campos pode ser usada com qualquer elemento visual no relatório.
  • Você poderá visualizar sempre o DAX associado à Medida rápida selecionando a medida criada no espaço Campos e, em seguida, verificando a fórmula na barra de Fórmulas.

Aviso: atualmente, as medidas rápidas geram somente instruções DAX com vírgulas como separadores de argumentos. Se sua versão do Power BI Desktop estiver localizada para um idioma que usa vírgulas como separadores decimais, as medidas rápidas não funcionarão corretamente.

Inteligência de dados temporais e Medidas rápidas

Começando com a atualização de outubro de 2017 do Power BI Desktop, você pode usar suas próprias tabelas de datas personalizadas com medidas rápidas de inteligência de dados temporais. Se seu modelo de dados tem uma tabela de datas personalizada, você pode usar a coluna de data primária dessa tabela para medidas rápidas de inteligência de dados temporais. Você deve assegurar que, quando o modelo foi criado, essa coluna de data primária nessa tabela foi marcada como uma tabela de Data, conforme descrito neste artigo.

Exemplos e informações adicionais

Nós nos antecipamos fornecendo exemplos e diretrizes para cada um dos cálculos de Medidas rápidas, portanto confira novamente em breve as atualizações do artigo em destaque.

Visto que este é um recurso de Visualização, estamos particularmente interessados em receber seus comentários e sugestões.

Tem uma ideia para uma Medida rápida que ainda não foi criada? Ótimo! Confira esta página e envie suas ideias (e a fórmula DAX) sobre a Medida rápida que gostaria de ver incluída no Power BI Desktop, e nós avaliaremos a viabilidade de adicioná-la à lista de Medidas rápidas em uma versão futura.