Saiba como registrar um aplicativo no Azure AD (Azure Active Directory) para uso com a inserção de conteúdo do Power BI.

Registre seu aplicativo com o Azure AD para permitir que seu aplicativo acesse as APIs REST do Power BI. Isso permitirá que você estabeleça uma identidade para seu aplicativo e especifique permissões para recursos REST do Power BI.

Importante:

Antes de registrar um aplicativo do Power BI, é necessário um locatário do Azure Active Directory e um usuário da organização. Se você ainda não se inscreveu no Power BI com um usuário em seu locatário, o registro do aplicativo não será concluído com êxito.

Há duas maneiras de registrar seu aplicativo. A primeira é com a Ferramenta de Registro de Aplicativo do Power BI ou é possível fazê-lo diretamente no Portal do Azure. A Ferramenta de Registro de Aplicativo do Power BI é a opção mais fácil, pois há apenas alguns campos para preencher. Se você desejar fazer alterações ao seu aplicativo, isso poderá ser feito por meio do Portal do Azure.

Registrar um aplicativo com a Ferramenta de Registro de Aplicativo do Power BI

É necessário registrar seu aplicativo no Azure Active Directory para estabelecer uma identidade para o seu aplicativo e especificar permissões para os recursos REST do Power BI. Quando você registra um aplicativo, como um aplicativo de console ou um site da Web, você recebe um identificador usado pelo aplicativo para se identificar aos usuários dos quais eles estão solicitando permissões.

Veja aqui como registrar seu aplicativo com a Ferramenta de Registro de Aplicativo do Power BI:

  1. Acesse dev.powerbi.com/apps.

  2. Selecione Entre com sua conta existente.

  3. Forneça um Nome do Aplicativo.

  4. A seleção do tipo de aplicativo dependerá do tipo de aplicativo que você estiver usando.

    • Use Aplicativo Web do servidor para aplicativos Web ou APIs da Web.
    • Use Aplicativo nativo para aplicativos executados em dispositivos cliente. Você também escolherá Aplicativo nativo se estiver inserindo o conteúdo para usuários que não têm o Power BI (o aplicativo possui dados), independentemente de qual é o aplicativo real.
  5. Insira um valor para URL de redirecionamento e URL da Home Page. Qualquer URL válida funcionará.

    A URL da Home Page só estará disponível se você escolher Aplicativo Web do servidor para o tipo de aplicativo.

    Para as amostras O aplicativo possui dados e O usuário possui dados/integrate-dashboard-web-app, a URL de redirecionamento será http://localhost:13526/redirect. Para a amostra de relatório e bloco, a URL de redirecionamento será http://localhost:13526/.

  6. Escolha as APIs às quais esse aplicativo terá acesso. Para obter mais informações sobre as permissões de acesso do Power BI, veja Permissões do Power BI.

  7. Selecione Registrar aplicativo.

    Em seguida, você receberá uma ID do cliente. Se você selecionou Aplicativo Web do servidor, você também receberá um Segredo do cliente. A ID do Cliente pode ser recuperada no portal do Azure, mais tarde, se necessário. Se você perder o Segredo do Cliente, precisará criar um novo no portal do Azure.

Agora é possível usar o aplicativo registrado como parte do aplicativo personalizado para interagir com o serviço do Power BI.

Importante:

Se você estiver inserindo o conteúdo para usuários que não têm o Power BI (o aplicativo possui dados), precisará configurar permissões adicionais no portal do Azure. Para obter mais informações, consulte Aplicar permissões ao aplicativo.

Registrar com o portal do Azure

Sua outra opção para registrar seu aplicativo é fazer isso diretamente no portal do Azure. Para registrar seu aplicativo, siga estas etapas.

  1. Aceite os Termos da API do Microsoft Power BI.

  2. Entre no Portal do Azure.

  3. Escolha seu locatário do Azure AD selecionando a sua conta no canto superior direito da página.

  4. No painel de navegação à esquerda, escolha Mais Serviços, selecione Registros de Aplicativo em Segurança + Identidade e selecione Novo registro de aplicativo.

  5. Siga os prompts e crie um novo aplicativo.

    • Para Aplicativos Web, forneça a URL de Logon, que é a URL base do aplicativo, à qual os usuários podem se conectar, por exemplo, http://localhost:13526.
    • Para aplicativos nativos, forneça um URI de redirecionamento, que usa o Azure AD para retornar respostas de token. Insira um valor específico ao aplicativo, por exemplo, http://myapplication/redirect

Para obter mais informações sobre como registrar aplicativos no Azure Active Directory, consulte Integrando aplicativos ao Azure Active Directory

Como obter a ID do cliente

Ao registrar um aplicativo, você recebe uma ID do Cliente. A ID do Cliente é usada pelo aplicativo para se identificar aos usuários dos quais ele está solicitando permissões.

Eis como obter uma ID do cliente:

  1. Entre no Portal do Azure.

  2. Escolha seu locatário do Azure AD selecionando a sua conta no canto superior direito da página.

  3. No painel de navegação esquerdo, escolha Mais serviços e selecione Registros de aplicativo.

  4. Selecione o aplicativo para o qual você deseja recuperar a ID do cliente.

  5. Você verá a ID do Aplicativo listada como um GUID. Esta é a ID do cliente para o aplicativo.

    ID do Cliente listada como ID do Aplicativo no registro de aplicativo

Aplicar permissões ao aplicativo no Azure AD

Importante:

Esta seção se aplica somente aos aplicativos que estão inserindo conteúdo para usuários que não têm o Power BI (o aplicativo possui dados).

Você precisará habilitar permissões adicionais para o seu aplicativo além do que foi fornecido na página de registro do aplicativo. Você pode fazer isso por meio do portal do Azure AD ou programaticamente.

Você deve estar conectado com a conta mestre, usada para a inserção ou com uma conta do Administrador Global.

Usando o Portal do Azure AD

  1. Navegue até a folha de Registros de aplicativo no Portal do Azure e selecione o aplicativo que você está usando para inserção.

  2. Selecione Permissões necessárias em Acesso à API.

  3. Selecione Microsoft Azure Active Directory e, em seguida, certifique-se de Acessar o diretório como o usuário conectado esteja selecionado. Selecione Salvar.

  4. Em Permissões necessárias, selecione Serviço do Power BI (Power BI).

    Observação:

    Se você tiver criado o aplicativo diretamente no portal do Azure AD, o Serviço do Power BI (Power BI) poderá não estar presente. Se ele não estiver, selecione + Adicionar e 1 Selecionar e API. Selecione Serviço do Power BI na lista de APIs e Selecionar. Em seguida, você pode passar para a etapa 5.

  5. Selecione todas as permissões em Permissões Delegadas. Você precisará selecioná-las uma a uma para salvar as seleções. Selecione Salvar quando terminar.

  6. Em Permissões necessárias, selecione Conceder Permissões.

    A ação Conceder Permissões é necessária para a conta mestre, a fim de evitar prompts de consentimento do Azure AD. Se a conta que executar essa ação for um Administrador Global, você concederá permissões para todos os usuários de sua organização a esse aplicativo. Se a conta que executar essa ação for a conta mestre e não for um Administrador Global, você concederá permissões apenas para a conta mestre a esse aplicativo.

    Conceder permissões na caixa de diálogo Permissões necessárias

Aplicando permissões de forma programática

  1. Você precisará obter as entidades de serviço existentes (usuários) no seu locatário. Para obter informações de como fazer isso, consulte Obter servicePrincipal.

    Você pode chamar a API Get servicePrincipal sem {id} e ela obterá todas as entidades de serviço dentro do locatário.

  2. Procure por uma entidade de serviço com sua ID de aplicativo cliente como a propriedade appId.

  3. Crie um novo plano de serviço, se não houver um para o seu aplicativo.

    Post https://graph.microsoft.com/beta/servicePrincipals
    Authorization: Bearer ey..qw
    Content-Type: application/json
    {
    "accountEnabled" : true,
    "appId" : "{App_Client_ID}",
    "displayName" : "{App_DisplayName}"
    }
    
  4. Conceder Permissão do Aplicativo para a API do PowerBI

    Post https://graph.microsoft.com/beta/OAuth2PermissionGrants
    Authorization: Bearer ey..qw
    Content-Type: application/json
    { 
    "clientId":"{Service_Plan_ID}",
    "consentType":"AllPrincipals",
    "resourceId":"c78b2585-1df6-41de-95f7-dc5aeb7dc98e",
    "scope":"Dataset.ReadWrite.All Dashboard.Read.All Report.Read.All Group.Read Group.Read.All Content.Create Metadata.View_Any Dataset.Read.All Data.Alter_Any",
    "expiryTime":"2018-03-29T14:35:32.4943409+03:00",
    "startTime":"2017-03-29T14:35:32.4933413+03:00"
    }
    
  5. Conceder Permissão do Aplicativo ao AAD

    O valor de concentType dependerá do usuário que executar a solicitação. Forneça AllPrincipals ou Principal. AllPrincipals só pode ser usado por um administrador para conceder permissão para todos os usuários. Principal é usado para conceder permissão para um usuário específico.

    A concessão de permissão é necessária para a conta mestre, a fim de evitar prompts de consentimento do Azure AD.

    Se você estiver usando um locatário existente e não estiver interessado em conceder permissões em nome de todos os usuários de locatário, poderá conceder permissões substituindo o valor de contentType para Principal.

    Post https://graph.microsoft.com/beta/OAuth2PermissionGrants
    Authorization: Bearer ey..qw
    Content-Type: application/json
    { 
    "clientId":"{Service_Plan_ID}",
    "consentType":"AllPrincipals",
    "resourceId":"61e57743-d5cf-41ba-bd1a-2b381390a3f1",
    "scope":"User.Read Directory.AccessAsUser.All",
    "expiryTime":"2018-03-29T14:35:32.4943409+03:00",
    "startTime":"2017-03-29T14:35:32.4933413+03:00"
    }
    

Próximas etapas

Agora que você registrou o aplicativo no Azure AD, precisará autenticar usuários no aplicativo. Confira Autenticar usuários e obter um token de acesso do Azure AD para o aplicativo do Power BI para saber mais.

Mais perguntas? Experimente perguntar à Comunidade do Power BI