O pacote de conteúdo da Análise de Gastos de TI (dashboard, relatório e conjunto de dados) analisa os custos planejados vs. reais de um departamento de TI. Essa comparação nos ajuda a entender como a empresa se preparou para o ano e investigar áreas com grandes desvios do plano. A empresa neste exemplo passa por um ciclo de planejamento anual e, em seguida, gera trimestralmente uma nova LE (Estimativa mais Recente) para ajudar a analisar as alterações nos gastos de TI no ano fiscal.

Este exemplo faz parte de uma série de exemplos que ilustra como o Power BI pode ser usado com dados, relatórios e painéis orientados aos negócios. Os exemplos são dados reais de obviEnce (http://obvience.com/) que foram mantidos anônimos.

O painel do Exemplo de Análise de Gastos de TI

Os dois blocos de números no painel, % do plano de variação e % da estimativa mais recente da variação do 3º trimestre, nos fornecem uma visão geral de nosso desempenho em relação ao plano e à estimativa mais recente do trim. (LE3 = Estimativa mais recente do 3º trimestre). Em geral, estamos cerca de 6% fora do plano. Vamos explorar a causa dessa variação – quando, onde e qual categoria?

Página “Análise das tendências de gastos de TI acumulados no ano”

A seleção do bloco do painel % do plano de variação por Região de vendas leva você à página “Análise das tendências de gastos de TI” do relatório de Exemplo de Análise de Gastos de TI. Vemos rapidamente que temos uma variação positiva nos EUA e na Europa e uma variação negativa no Canadá, América Latina e Austrália. Os EUA tinham um variação +LE de cerca de 6% e a Austrália tem uma variação -LE de cerca de 7%.

Mas apenas examinar este gráfico e tirar conclusões pode ser enganoso. Precisamos examinar as quantias reais em dólar para ver as coisas de forma objetiva.

  1. Selecione Austrália e Nova Zelândia no gráfico % do Plano de Variação por Região de Vendas e observe o gráfico Plano de Variação por Área de TI.

  2. Agora selecione EUA. Você captou a ideia – A Austrália é uma parte realmente pequena de nossos gastos gerais em comparação com os EUA.

    Já restringimos para os EUA, agora qual o próximo passo? Vamos explorar qual categoria nos EUA está causando a variação.

Fazer perguntas sobre os dados

  1. Selecione Power BI na barra de navegação superior para retornar à guia Dashboards do seu espaço de trabalho.

  2. Na caixa de perguntas, digite “mostrar gráfico de barras de % do plano de variação e % de le3 por áreas de TI”.

    Na primeira área de TI, Infraestrutura, o percentual mudou drasticamente entre o plano de variação inicial e a estimativa mais recente do plano de variação.

Página “Gastos acumulados no ano por Elementos de custo”

Volte para o painel e examine o bloco do painel % do plano de variação, % de LE3 da variação .

A infraestrutura salta com uma grande variação positiva em relação ao plano.

  1. Clique neste bloco para ir para a página “Gastos acumulados no ano por Elementos de custo” do relatório de Exemplo de Análise de Gastos de TI.

  2. Clique na barra Infraestrutura no canto inferior esquerdo do gráfico “% do plano de variação e % da LE3 da variação por Área de TI” e observe a variação ao plano em “% do plano de variação por Região de vendas” à esquerda.

  3. Clique no nome de cada Grupo de Elementos de Custo na segmentação de dados para localizar o elemento de custo com uma grande variação.

  4. Com Outros selecionado, clique em Infraestrutura na Área de TI e clique nas subáreas na segmentação de dados da Subárea de TI para localizar a subárea com a maior variação.

    Vemos uma enorme variação em Rede.

    Aparentemente, a empresa decidiu oferecer aos seus funcionários serviços telefônicos como um benefício, mas essa mudança não estava planejada.

Página “Análise de Variação do Plano”

Ainda no relatório, clique na guia “Análise de Variação do Plano” na parte inferior do relatório, vá para a página 3 do relatório.

No gráfico de combinação “Plano de variação e % do plano de variação por Área de negócios” à esquerda, clique na coluna Infraestrutura para realçar os valores de infraestrutura no restante da página.

Observe no gráfico “% do plano de variação por Mês e Área de negócios” que a infraestrutura começou a ter uma variação positiva por volta de fevereiro e, em seguida, continuou crescendo. Além disso, observe como a variação ao valor de plano da infraestrutura varia por país, comparado ao valor para todas as áreas de negócios. Use as segmentações de dados “Área de TI” e “Subáreas de TI” à direita para filtrar os valores no restante da página em vez de realçá-los. Clique em diferentes Áreas de TI à direita para explorar os dados de outra maneira. Você pode também clicar nas Subáreas de TI e ver a variação nesse nível.

Editar o relatório

Clique em Editar Relatório no canto superior esquerdo de canto e explore-o na Exibição de Edição.

  • Veja como as páginas são criadas – os campos de cada gráfico e os filtros nas páginas

  • Adicionar páginas e gráficos com base nos mesmos dados

  • Alterar o tipo de visualização para cada gráfico

  • Fixá-los no dashboard

Este é um ambiente seguro para experimentar. Você pode optar por não salvar as alterações. Mas se você salvá-las, sempre é possível acessar Obter Dados para ter uma nova cópia deste exemplo.

Próximas etapas: conectar-se aos seus dados

Esperamos que este tour tenha mostrado como os painéis, P e R e relatórios do Power BI podem fornecer informações sobre os dados de gastos de TI. Agora é sua vez, conecte-se aos seus próprios dados. Com o Power BI, é possível se conectar a uma grande variedade de fontes de dados. Saiba mais sobre como começar a usar o Power BI