Pessoas observando itens

Dicas para avaliar ferramentas de visualização de dados

É função da ferramenta de BI (business intelligence) de sua organização transformar grandes quantidades de dados em insights compreensíveis e práticos, incluindo KPIs, métricas e outros pontos críticos. A partir daí, cabe à ferramenta de visualização de dados transformar esses insights em uma apresentação visual atraente.

Nos últimos anos, o número de ferramentas disponíveis aumentou muito. Com tantas escolhas, selecionar a opção ideal pode parecer um desafio assustador, mas realmente não é. Ter sucesso significa apenas seguir algumas diretrizes básicas.

Primeiro, determine suas necessidades e objetivos

Uma das principais verdades do visualização de dados é que um bom design e belos gráficos não são o mais importante por si só. Em vez disso, é a clareza da mensagem que eles transmitem. Se um gráfico de pizza ou de barras simples se comunica com mais clareza do que um belo infográfico, é possível argumentar que a imagem monótona é mais eficaz. Porém, quando ambos os critérios são atendidos (quando elementos visuais marcantes são aliados a mensagens claras), a visualização de dados se torna inestimável. Lembre-se disso ao avaliar ferramentas diferentes.

Comece descrevendo o que você espera alcançar:

  • Comece com um objetivo claro do que você está tentando transmitir e quais são suas necessidades. Liste os diferentes pontos de dados com os quais você precisa trabalhar e priorize-os para que você saiba quais são os mais importantes a serem transmitidos.

  • A seguir, documente o que deseja que os dados comuniquem, resumindo-o em uma frase o mais simples possível.

  • Use essa frase como um ponto de referência que você possa consultar continuamente ao avaliar diferentes opções de software de visualização de dados.

Em seguida, decida sobre os recursos de que você precisa

As melhores ferramentas e software de visualização de dados gerarão diferentes tabelas, gráficos e tipos de mapas por meio de uma interface de painel simples e intuitiva. Porém, é importante escolher uma ferramenta que tenha a flexibilidade e os recursos adequados para atender às necessidades contínuas de sua organização.

Embora você provavelmente esteja iniciando sua pesquisa com base em um projeto ou necessidade específica, tente se lembrar do panorama geral e considere como a solução que você escolher poderá continuar a ser valiosa nos próximos meses e anos.

Com isso em mente, selecione uma ferramenta que permita alterar as visualizações instantaneamente. Verifique se ela permite flexibilidade de BI e análise e se inclui recursos de ERP. Além disso, a maioria das ferramentas não exige mais experiência em banco de dados, mas é uma boa ideia ter certeza de que é esse o caso.

Por fim, não se esqueça da segurança e conformidade. Como a ferramenta de visualização de dados terá acesso a todos os dados de sua empresa, procure uma solução que dê suporte a métodos de autenticação padrão da indústria, funções de site e permissões de usuário. Verifique também se ela está em conformidade com os padrões SOX, SOC e ISAE.

Procure uma ferramenta que:

  • Tem flexibilidade analítica.
  • Inclui recursos de ERP.
  • Não requer conhecimento de bancos de dados.
  • Tem recursos de segurança e permite conformidade e governança.

Lembre-se de considerar de onde virão seus dados

Cada organização usa suas ferramentas de visualização para consultar dados de diferentes lugares. Portanto, verifique se as opções que você está avaliando permitem uma ampla gama de fontes de entrada. Devem incluir formatos básicos como SQL e NoSQL, bem como fontes de dados de terceiros. Também é importante poder acessar informações de sistemas de marketing por e-mail e aplicativos de CRM (gerenciamento de relacionamento com o cliente), além de outras plataformas de negócios que sua empresa usa.

A escolha de uma ferramenta de visualização para big data também está se tornando cada vez mais importante. Portanto, se isso é algo de que sua organização precisa, é essencial ter suporte ao Hadoop, uma estrutura de big data de software livre que processa grandes quantidades de dados em clusters de servidor.

Pense na complexidade da visualização

Embora todas as ferramentas de visualização permitam que você crie imagens preenchidas com dados, a qualidade, a complexidade e o valor artístico do produto final podem variar muito. A maioria usa modelos básicos que, no mínimo, permitirão que você crie gráficos simples. Isso pode ser suficiente. Porém, outras soluções podem usar modelos que funcionam como ponto de partida para a criação de infográficos personalizados mais complexos ou visualizações interativas, que podem ter impacto maior para seu público-alvo.

Tenha essas opções em mente ao avaliar as diferentes opções disponíveis. Quanto mais você considerar os tipos de visualizações de dados que criará, mais satisfeito ficará com a ferramenta que escolher.

Perguntas para avaliar a complexidade da visualização:

  • Um modelo básico é suficiente?
  • Você precisa de um infográfico personalizado ou de uma imagem interativa?
  • Qual deles terá o impacto desejado em seu público-alvo?

A colaboração é fundamental

A capacidade de colaborar com diferentes pessoas em sua equipe e em toda a organização é um dos recursos poderosos de uma ferramenta de visualização de dados.

Portanto, procure uma que funcione com o conjunto de ferramentas que suas equipes já usam, além de fornecer painéis baseados em nuvem que são atualizados em tempo real e podem ser acessados em qualquer navegador. Assim, você poderá ter certeza de que, não importa onde você ou outras pessoas estejam trabalhando ou o dispositivo que estejam usando, será possível colaborar por meio do mesmo painel para alcançar o resultado final necessário.

Verifique se o produto final pode ser publicado da maneira que você precisa

Depois de concluir a criação da apresentação, verifique se as visualizações feitas podem ser publicadas e integradas ao tipo certo de canais de mensagens.

Por exemplo, se você estiver postando em uma página da Web, um site de equipe ou um aplicativo, verifique se a ferramenta escolhida permite exportar snippets de código que podem ser facilmente copiados e colados no site ou integrados por meio de APIs abertas. Ou, se você estiver publicando um artigo de notícias online ou uma apresentação de slides, convém verificar se há suporte a formatos de arquivos gráficos simples e populares, como JPG, SVG e PDF. Da mesma forma, também é importante procurar uma solução que permita que seus recursos visuais sejam incorporados em aplicativos, portais e documentos.

Para usuários com deficiências temporárias ou situacionais, bem como permanentes, é importante a possibilidade de publicar em um formato que os leve em consideração. Portanto, procure uma ferramenta de visualização de dados que também permita que você atenda às necessidades deles.

Para publicar com êxito, escolha uma ferramenta que:

  • Dá suporte à exportação de snippets de código para inclusão em sites.
  • Pode criar formatos de arquivos gráficos simples como JPG, SVG e PDF.
  • Permite que elementos visuais sejam incorporados a aplicativos, portais e documentos.
  • Fornece acessibilidade a todos os usuários.

Comece avaliando uma ferramenta de visualização de dados robusta

Teste suas novas habilidades de avaliação, aprendendo sobre o Microsoft Power BI. Tome decisões informadas rapidamente. Conecte, modele e explore seus dados com relatórios visuais impressionantes. O Power BI permite que você faça tudo isso e se integra facilmente com outras ferramentas como o Microsoft Excel.